dEUS – The ideal crash

O rock é internacional. A Bélgica, portanto, não é só terra dos Waffles, Smurfs e Tintin. É também a casa de uma das melhores bandas dos anos 90: dEUS. Apesar de seu nome “excêntrico” e tendência a experimentação, a banda conseguiu fazer sucesso, tendo vendido mais de 250 000 cópias só do seu álbum de 1999, The Ideal crash. E é desse pequeno sucesso oriundo da capital dos Flandres que vamos falar!

The Ideal Crash, é bom salientar, foi o trabalho mais acessível da banda até aquele dado momento. “Famosa” por trabalhar com experimentações pesadas, influenciadas por grandes mestres como Zappa e Cpt Beefheart, a banda não era exatamente o que chamamos de Easy-listening. Com o tempo, os rapazes – que sobraram da formação original – conseguiram canalizar o seu som em algo mais digerível ao grande público. E isso não significa uma piora, pelo contrário.

Misturando guitarras sujas, vocais alterados e toques de música eletrônica beirando o noise, TIC é uma obra prima. Sem perder a consistência, o álbum viaja por suas 10 faixas, sendo cada uma merecedora de algumas chances para ser escutada.

Com temas ligeiramente metafísicos e abordando o conceito de normalidade, a banda praticamente fala sobre si mesma. Fazendo um ode ao estranho e anormal – falando até sobre sonhos – todo o disco parece um testamento da capacidade técnica e artística dos membros. Abrangendo diversas novas influências, a banda consegue manter sua postura e põe-se como uma opção elegante dentro da música alternativa.

Variando entre suítes mais pesadas, lembrando bandas como Sonic Youth, até momentos mais espaçados, com a presença maior da música eletrônica – soando de maneira bem mais ímpar – a banda vai construindo sua sonoridade ao longo do disco; ondulando, crescendo e diminuindo o tempo, com quedas abruptas e subidas acentuadas, o álbum todo soa como um sonho.

Um semi-axioma da música, bem infeliz por sinal, é de que nada se cria e tudo se copia. Ainda que seja verdadeiro em muitos casos, não é verdade. Não se cria nada ao copiar uma coisa. Mas na junção e experimentação em cima de outras já estabelecidas, é daí que o novo saí. E ainda que dEUS não esteja no seu auge experimental, a banda ainda assim continua estabelecendo sua sonoridade e temática, uma das mais interessantes do rock moderno.

Beirando a perfeição, The Ideal Crash é, sem dúvida, uma das maiores obras dos anos 90. Qualquer um que se interesse por rock, ou qualquer tipo de experimentação deve dar uma chance ao disco. Eu diria mais de uma, aliás, pois cada vez que o ouço, tenho a sensação de que menos o conheço.

9.5

E como é de praxe, vou lembrar vocês de curtirem – ou revisitarem – a nossa página do facebook. Sempre postamos vídeos e notícias do mundo da música, além de linkarmos nossos posts.  Não dá pra deixar aquele stream esperto do grooveshark!

Anúncios
Etiquetado , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: