Teenage Fanclub – Bandwagonesque


Lançado em 1991, este álbum se tornou um clássico, chegando a ser considerado o melhor do ano, desbancando o monstro Nevermind, os excelentes Loveless, do My Bloody Valentine,  Screamadelica do Primal Scream e o Out of time do R.E.M.. Isso tudo com uma simplicidade musical marcada por melodias Byrdianas e Beatle-escas contaminada por guitarras distorcidas.

A BANDA

Vindo diretamente da Escócia, o Teenage Fanclub é composto por Norman Blake (guitarra), Gerard Love (baixo), Raymond McGinley (guitarra) e tinha Brendan O’Hare como baterista na época (que depois foi pro Mogwai). A banda já lançou nove discos e tem grande importância no rock alternativo britânico, chegando a ser chamada de “A melhor banda do mundo” por Kurt Cobain, que até usava camisetas do Teenage em shows. Porém, mesmo  a aprovação de Cobain e o respeito alcançado não fizeram eles chegarem ao mainstream, levando-os a serem taxados de “Quase-famosos”.

Sem usar rótulos, eu posso dizer que o som se assemelha muito a bandas pop dos anos 60, como Beach BoysBeatlesByrds, misturado com o rock alternativo dos anos 80/90. As letras fofas e os vocais em harmonia são o que me faz pensar nessas bandas citadas acima, e isso acaba combinando muito bem com guitarras sujas e alguns solos.

O DISCO
Bom, pra falarmos do disco, precisamos falar do selo Creation Records, comandado por Alan McGee. Este mesmo selo teve papel fundamental na música ao lançar neste mesmo ano não só o Bandwagonesque, mas também o Screamadelica e o Loveless, que mais tarde concorreriam ao título de Melhor do Ano. O segundo, inclusive, chega muitas vezes a ser entitulado dessa forma, ou também como Melhor da Década. O sucesso destes álbuns pode ter sido fruto talvez da liberdade dada por McGee, que já havia lançado Jesus and Mary Chain e mais tarde descobriria o Oasis.
Lançado em 1991, o Bandwagonesque representa o mais próximo do que o Teenage Fanclub conseguiu em termos de sucesso comercial nos EUA. Seu single Star Sign atingiu um quarto lugar na Modern Rock Tracks, impulsionado pelo cover de Like a Virgin (b-side).  Na época  a banda tinha a difícil tarefa de concorrer com o grunge americano, o que, entretanto, não impediu de excursionar com o Nirvana em certas ocasiões.
Com 12 faixas, mas apenas 42 minutos, o álbum é curto. Todas as músicas são bem agradáveis e nada repetitivas. A abertura é The Concept com seus pouco mais de 6 minutos.  A letra é interessante, e eu tenho uma certa identificação. O fim me lembra While my guitar gently weeps, especificamente no solo final de guitarra que parece que nunca vai acabar. Em seguida temos Satan, que é uma espécie de interlúdio, bem barulhento e pesado, mas que acaba frustrando quem esperava por uma música mais longa. Uma pena. As faixas em diante, DecemberWhat you do to me e I don’t know, mantêm a qualidade. Então chegamos ao que eu considero o clímax do disco: Star Sign. Pra mim a melhor música do álbum ao trazer de volta aquela animação, que mesmo presente em Satan, poderia ter sido mais explorada. A partir daí temos Metal BabyPet Rock e seus metais, SidewinderAlcoholiday, a calma Guiding Star, e a esquisita Is this music?
     Concluindo, este é um dos meus discos favoritos, sem dúvida o que mais ouço atualmente.  Infelizmente só fui descobri-lo depois do show de aniversário feito aqui no Rio no ano passado (assim como aconteceu com o Screamadelica). Mas apesar de toda minha atual puxa-saquice com a banda, posso dizer que este disco realmente merece ser intitulado como um dos melhores de 1991.  

Principais músicas pra ouvir: The ConceptI Don’t KnowStar Sign e Pet Rock.

PS: Acho que vale a pena dar uma olhada na história da Creation Records. Os caras não só lançaram Jesus and Mary Chain, Oasis, Teenage Fanclub, My Bloody Valentine e Primal Scream, como também lançaram o Fuzzy Logic do Super Furry Animals e a banda Ride.

Anúncios
Etiquetado , , , , , , , , ,

5 pensamentos sobre “Teenage Fanclub – Bandwagonesque

  1. João Paulo disse:

    Gente sou muito fã do blog! Parabéns pelo trabalho de vocês e esse frfrhd foi uma grande adição ao grupo. Curti muito seu primeiro post, fhfrdh, Teenage Fanclub é uma das minhas bandas prediletas e acho um absurdo o Bandwagonesque não ter nem metade do sucesso que deveria. Mas é isso aí, galera, continuem com o ótimo trabalho e parabéns pela sua estreia fdfrhs!

  2. Gabriel, gostei muito. A banda é excelente. Você tem ouvido algumas coisas bem interessantes… Fico feliz que tenha voltado a escrever. Continue.

    E parabéns pela estreia!

  3. marcore disse:

    belo post, esse disco é foda mermo

  4. Érick Campos disse:

    Um excelente álbum, uma gravadora melhor ainda. Boa resenha, Gabriel.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: